quarta-feira, 23 de julho de 2014

Amor por obrigação (Parte3)

           
- Bom dia Sra. Efron!  - Dorota sorriu ao ver Vanessa na cozinha.
- Bom dia! O Zac já saiu?
- Sim Sra. O Sr. Efron saiu logo que o dia começou. Me pediu para lhe entregar isso!
Vanessa fitou o envelope cor pardo tamanho A4 que estava em suas mãos. Ao abrir, respirou fundo ao ler as primeiras palavras e percebeu que se tratava dos papéis do divórcio.

            - As dores passaram?
            - Não... Elas estão mais fortes agora! – Zac respondeu.
            - Não temos mais o que fazer. A única solução do seu problema é a cirurgia...
            - Sem cirurgia! – Zac disse interrompendo seu médico.
            - Alguém sabe da sua doença?
            - Apenas um amigo!
            - Você precisa parar de beber! – Zac riu
            - A bebida não me faz mal!
            - Pro seu coração faz. – o Doutor o encarou – Se você quer estar vivo para ver seus filhos crescerem, eu suplico que você faça a cirurgia e pare de beber – Zac se levantou.
            - Eu não vou ter filhos! – ele sorriu - Sabe porque? – o médico meneou a cabeça em negativo – Porque vou morrer antes! – ele riu ao se aproximar da porta - Bebida sempre, cirurgia nunca!
            - Isso é uma bomba atômica Zac! – o médico o repreendeu.
            - Eu quero mais é que ela exploda!
***
            - Como foi o jantar de ontem? – Scott perguntou ao ver Zac indo para sala da presidência.
            - Foi bom! – Zac sorriu.
            - Transou?
            - Claro que não! – Zac riu enquanto sentava em sua cadeira.
            - Você devia aproveitar sua linda e sexy esposa...
            - Que não me ama! – Zac completou e Scott se calou – Vamos trabalhar!
As horas se passaram, Vanessa estava a espera de Zac para o almoço, mas ele não deu as caras, nenhum sinal dele. Se assustou ao ouvir o toque do celular e atendeu sem ver quem era.
            - Zac?! – ela perguntou esperançosa.
            - Não... Austin! – ela ouviu.
            - Estou sem tempo agora Austin!
            - Tempo pra ele você tem! Quando Ashley diz que você o ama, eu tento acreditar que ela é louca, mas a cada minuto que passamos juntos eu vou confirmando aos poucos essa teoria.
            - Eu não o amo, apenas é...
            - Ele é seu marido – Austin disse a interrompendo – Você tem todo o direito de amá-lo. Você o ama assim como ele a ama!
***
            - Austin tem razão!
            - Pelo amor de Deus Ashley! – Vanessa bufou – Eu não o amo!
Vanessa estava em um bistrô com a amiga. As palavras de Austin haviam ficado em sua cabeça, e decidiu pensar na questão. Era meio da tarde e ela estava colocando os últimos cinco anos de sua vida na mesa.
            - Vocês vivem juntos, dava na cara que uma hora iria rolar sentimento!
            - Ele nunca demonstrou que me ama! – Vanessa disse.
            - Qual é Vanessa! Ele sempre lhe dá presentes em todas as datas comemorativas, até no dia das crianças. – Ashley riu – Nunca lhe faltou nada durante o tempo que estão juntos, você vai a festas que só entra gente seletiva. Você sempre diz que ele sempre está a noite em casa, já parou pra pensar que ele nunca te traiu mesmo sendo um casamento de fachada?
            - Ele pode ter tido relações durante o dia! Ele não é santo!
            - Longe disso, ele é apaixonado! E sim, ele poderia ter relações durante o dia, mas eu lhe pergunto em que momento? Eu acredito que ser o presidente da maior multinacional do país tenha muito trabalho pra fazer. – Ashley levantou a sobrancelha.
            - Okay! – Vanessa disse – Mas nunca aconteceu nada entre a gente? Ele pode ser gay!
            - Pelo que me lembro você teve a resposta para essa pergunta há um ano atrás.
            - Tudo bem – Vanessa se deu por vencida – Ele não é gay!
            - Você transou com o cara que é seu marido, não é um problema, mas achar que ele é gay? Você é doente Vanessa Efron! – Ashley zombou da amiga – Como foi?
            - Como foi o que?
            - Não se finja de desentendida! Como foi a transa?
            - Normal, tirando o fato de estarmos bêbados.
            - E tirar o fato que ele é o cara mais sexy de toda a América. – Ashley disse.
            - Ele havia chegado em casa com uma cara de desanimo, me encarou no sofá e perguntou se eu queria jantar com ele, já que sempre jantávamos juntos, mas ele me surpreendeu ao me perguntar o que eu queria comer, eu respondi receosa “- Lasanha”. Ele riu e foi pra cozinha de terno e tudo. Meia hora depois ele disse que estava pronto e que podíamos comer. A lasanha acabou em menos de dez minutos, assim como o vinho que tomávamos. Ele pegou outra garrafa, que se esvaziou rapidamente.
            - Quantas garrafas vocês beberam? – Ashley perguntou curiosa.
            - Não sei ao certo... Mas acredito que foi três ou quatro! – ambas riram – Depois fomos assistir TV, não estava passando nada de bom, então começamos a conversar, e em seguida. – ela se calou.
            - Vocês se beijaram!
            - Ele me beijou! – Vanessa disse – Depois do beijo ele deixou escapar as três palavras mágicas.
            - Quais?
            - Eu te amo! – Vanessa fitou sua mão sobre a mesa – Fomos para o quarto, e quando percebi já estávamos nus. No dia seguinte, ele não disse nada a respeito do que havíamos feito, e foi assim todos os dias deste então.
            - Aí você começou a transar com Austin! – Ashley a lembrou.
            - Eu sentia tesão sempre que olhava Zac, independente do que ele estava fazendo, eu me sentia atraída por ele, e eu pensava como seria bom se ficássemos bêbados todos os dias, se esse fosse o modo de ficarmos juntos novamente! – seu celular começou a tocar – É o número de casa!
            - Atenda logo... Vai que é seu marido bêbado!
Vanessa riu com a observação de Ashley, mas perdeu o riso quando ouviu o que Dorota tinha a dizer. Ela desligou em seguida, e encarou a amiga.
            - Ele está indo embora!
            - Como assim?
            - Dorota viu que ele havia chegado, e quando subiu para ver se ele precisava de algo, ela o encontrou no closet fazendo duas malas grandes!
            - Vamos pra lá pra vocês conversarem! – Ashley disse se levantando.
            - E vou falar o que? – Vanessa perguntou ainda sentada.
            - Que você o ama!

6 comentários:

  1. eu descobri essa fic ontem e já em apaixonei por ela...
    pena que é bem pequena,
    quando eu li eu fiquei meio tipo, eu acho que vou viciar, mas é curta então melhor para por aqui, mas a curiosa aqui continuo, mas valeu apena...ao terminar de ler esse capitulo meu coração acelerou....você sabe como causar sensações nas leitoras...
    Até a proxima kisses kisses

    ResponderExcluir
  2. Aah,eles n podem se separaaar
    Eles se amaam:'((

    ResponderExcluir
  3. A Vanessa não pode deixar o Zac ir embora,poxa
    tomara que ela tenha coragem pra dizer que o ama hehe
    adoreii a Ashley cara kkk
    mega anciosa pra amanhã já haha
    posta loguinho
    xoxo ♥♥

    ResponderExcluir
  4. ai meu Deus vc me deixou mega ansiosa aqui
    capítulo perfeito ♥♥♥
    posta mais,kisses

    ResponderExcluir
  5. incrível? não, não mesmo,,,.. é muito melhor!
    garota vc tem talento, e não é pouco rsrs
    amo ler suas histórias, e tô essa pequena, principalmente por ter capitulo todo dia kkk
    #ansiosapraamanhã

    ResponderExcluir
  6. Ai senhor.
    Espero que a Vanessa consiga chegar em casa a tempo.
    A Ashley é demais. Só ela pra colocar juízo na cabeça da Vanessa.
    Amei demais o capítulo.
    Estou mega ansiosa para o próximo capítulo.
    Posta logo
    Bjos

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)