quinta-feira, 24 de julho de 2014

Amor por obrigação (Parte4)

          
- Zac!
Ela o chamou assim que chegou ao closet. Ele estava terminando de fechar a segunda mala e a encarou.
            - Que foi? – ele perguntou rude.
            - Precisamos conversar!
            - Sobre o divórcio? – ela não respondeu – Não se preocupe! Você não ficará desabrigada, e sempre terá dinheiro em sua conta. Poderá ficar aqui, eu saio sem nenhum problema!
            - Há um problema! – ela disse se aproximando dele que estava em pé a fitando.
            - Qual o problema? – ele riu – O valor da mesada? – ela fechou os olhos. – Podemos...
            - Eu te amo! – ela sussurrou e ele se calou. Ela abriu os olhos e deixou uma lágrima cair – Não vá embora, eu sei que sempre fui uma péssima esposa, sei que você não precisa me perdoar pelos meus erros, mas eu te peço... Não vá embora, fica comigo!
Zac a encarava sem reação alguma. Ela estava tão próxima de si, que foi inevitável ficar abalado com o cheiro do perfume dela exalando pelo closet. Ele olhou as malas sobre o Puff, a encarou novamente e fechou os olhos. Precisava pensar, e para ele nada mais era mais propenso para alimentar a mente do que a escuridão. Ficou ali parado com os olhos fechados por alguns minutos, sem dizer nenhuma palavra.
            - Você não vai dizer nada?
Ele abriu os olhos ao ouvir a voz doce de Vanessa. Ela ainda estava na sua frente lhe encarando com receio. Zac percebia nos olhos cor avelã da esposa o medo e a insegurança. Ele acariciou o rosto dela com uma de suas mãos, enquanto a outra ele a envolvia pela cintura.
            - Há quanto tempo você sabe que me ama? – ele perguntou.
            - Faz mais de um ano que eu te amo, mas só hoje que eu consegui confessar para mim mesma!
Zac sorriu com a resposta. Ela o envolveu pela cintura e o abraçou. Ela nunca o tocava. Nunca! Ele segurou a cabeça dela entre suas mão ao se separarem do abraço, se beijaram como nunca haviam se beijado. O sentimento era recíproco. E Vanessa não se sentia com tanta insegurança como antes.
            - Eu tenho que ir! – Zac disse ao se separarem.
            - Você ouviu o que eu disse? – ela perguntou e ele riu.
            - Eu tenho uma semana de reuniões e palestras em Los Angeles.
            - Você não estava me abandonando? – ela disse o encarando.
            - Não! Ainda não! – ele disse e ela o beijou novamente.
            - Fica comigo? – Vanessa o encarou com um olhar suplicante – Pelo menos hoje?!
            - Eu tenho que trabalhar! – ele disse a ela.
            - Qual é! Você nunca tira férias? – ele riu e ela se lembrou da conversa com seu pai sobre Paris. – Você pode ir amanhã para Los Angeles! – ela deu a sugestão sorrindo.
            - É... Talvez eu possa!
***
Ashley estava na cozinha fazendo companhia para Dorota. Ambas estavam roendo as unhas de curiosidade. Queriam saber o que estava acontecendo entre os dois. Fazia uma hora em que Vanessa havia chegado a casa, e subido para falar com Zac. Depois disso nenhum sinal dela. E nem dele.
            - Será que estão brigando? – Ashley perguntou.
            - Não! Nós já teríamos ouvido gritos e coisas se quebrando! – Dorota acalmou Ashley.
***
Zac e Vanessa estavam sentados um do lado do outro na beirada da cama na suíte do casal. Vanessa encarava Zac que estava com cabeça abaixada, com cotovelos apoiados em sua perna.
            - Você não vai dizer nada né?! – ela riu. Ele levantou a cabeça e olhou para o horizonte além da porta de vidro que dava acesso a varanda do quarto.
            - Eu não tenho o que dizer!
            - Me conte de Paris! – ele a encarou.
            - Quem lhe contou? – ela levantou a sobrancelha – Seu pai, quem mais!
            - O que faríamos em Paris?
            - Nada Vanessa... Nós não faríamos nada!
Ela percebeu que ele não queria conversar. Ele queria ficar em silêncio. Apenas isso. Ela se levantou e saiu do quarto deixando ele a sós. Desceu as escadas e foi em direção à cozinha, onde encontrou Ashley e Dorota a encarando.
            - Que foi? – ela perguntou.
            - O que aconteceu? – Ashley disse – É isso que queremos saber!
            - Ele está pensando – ela sorriu – É muita coisa pra processar! E Dorota... – ela encarou a empregada – Ele não estava fazendo as malas pra ir embora.
            - Não? – Dorota se surpreendeu.
            - Não. Ele tem uma semana de reuniões e palestras em Los Angeles, por isso as malas.
Como não havia nada para as três fazerem, ela começaram a preparar a receita de um bolo de chocolate. Trinta minutos depois de colocarem no forno, o bolo estava totalmente assado, e começaram a cobri-lo com a cobertura. Quando estavam quase no fim, se surpreenderam ao ver Zac na porta da cozinha.
            - Preciso conversar com você!
Vanessa assentiu, e soltou os granulados que estavam em sua mão em um prato. Ela limpou a mão no pano de prato, sorriu para a amiga e serviçal, e seguiu Zac até o quarto.
Quando ela entrou no quarto, ele trancou a porta e a encarou. Vanessa ficava o encarando de volta, até que a surpreendeu e a beijou com força, puxando os cabelos dela com força. Vanessa não recuou, o beijou com volúpia como resposta. Os toques eram mais suplicantes. Os beijos mais emergentes. Zac a encarou, e ela começou a desabotoar a camisa branca dele. Em seguida, ele colocou as mãos sobre as coxas dela, e com rapidez tirou o vestido de tecido leve que ela usava. Vanessa se livrou de seus tradicionais Loubotin, assim como ele se livrou de seu Manolo Blahnik. Segundos depois, já estavam na cama, um sobre o outro. E assim, num piscar de olhos estavam completamente nus fazendo amor.

Vanessa suspirava. Olhou para o relógio de cabeceira, e percebeu que fazia três horas que estavam trancados no quarto. Ela encarou Zac que estava com os olhos fechados, ela não tinha certeza se ele estava dormindo. Haviam acabado de transarem pela terceira vez. Vanessa estava ofegante, e sentia o ritmo do coração de Zac acelerado.
            - Acho que seu coração vai explodir! – ela brincou e ele abriu os olhos.
            - Quem sabe! – ele respondeu com brincadeira.
            - Você vai para Los Angeles? – ela perguntou mudando de assunto.
            - No voo da meia noite! – ele respondeu rindo.
            - Quer comer bolo? – ela perguntou apoiando o queixo no peito dele.
            - Só se for agora!


5 comentários:

  1. Adoreii até que enfim eles se acertaram uffa ♥
    Perfeito,não é mais que perfeito hehe
    Por favor vire uma escritora pra mim comprar todos os seus livros kkk
    Espero que agora o Zac e a V fiquem juntos firmes e fortes,e que venha uma mini Vanessa e um mini Zac haha *-*
    ADOREIII
    Posta loguinho
    xoxo ♥♥♥

    ResponderExcluir
  2. Q lindoos,ainda bem q eles se acertaram,e q zac vá tratar de sua doença :'(

    ResponderExcluir
  3. Perfeitooo, tomara que o zac faça essa cirurgia pela vane, que fogo hein? Kk três. ?Anne desse jeito acho que ja tem uma mini vanessa ou um mini zac pela frente

    ResponderExcluir
  4. é agora que eu morro né???
    capítulo hiper mega perfeito ♥♥♥
    posta mais amore,kisses

    ResponderExcluir
  5. Ameii os dois capítulos
    Lindoooos
    Ansiosa para o próximo
    Beijos
    Tizz

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)