quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Cuida bem dela (Henrique e Juliano)

          
Existe um ciclo de vida. Um ciclo que não podemos mudar.
Nascemos, vivemos e morremos. Uns vivem esse ciclo durante anos, outros se quer tem a chance de iniciá-lo. Por sorte ou por azar é o destino que comanda tudo, até a duração do ciclo.
Durante nossas vidas, somos destinados a ter metas e objetivos. Uns se tornam bem sucedidos, outros uns fracassos. Existem momentos que acreditamos que tudo pode dar certo, e logo em seguida, o nosso mundo “cai”, e nada mais dá certo. São momentos que colocamos nosso futuro em jogo. E somos os únicos com o poder de mudar o placar e vencer o jogo.

- Como você está?
- Por enquanto bem! – Zac sorriu – Não se preocupe comigo Dylan!
Zac e Dylan estavam sentados no último banco da igreja. Após um ano de noivado, finalmente Ashley Tisdale estava se casando com Christopher French. Mas o motivo da preocupação de Dylan estava ao lado esquerdo da noiva, a sua melhor amiga e dama de honra: Vanessa Hudgens.
- Ela está linda! – Zac disse elogiando a ex – As duas estão.
***
- Fico feliz que você aceitou o meu convite!
Zac se virou e deparou com sua melhor amiga sorrindo de orelha a orelha, e não era pra menos, era o dia de seu casamento. Abraçaram-se forte, matando a saudade do tempo que não se viam.
- Porque não me cumprimentou na igreja? – Ashley fingiu estar magoada.
- Muitas pessoas queriam te parabenizar, e não queria esperar em um fila para abraçar a minha eterna melhor amiga! – ele disse sorrindo, fazendo assim surgir novamente o sorriso gigantesco no rosto da loira. – Estou perdoado do meu erro?
- Vou pensar no seu caso – Ashley disse brincalhona – Mas agora eu preciso de uma bebida!
- Garçons vão e voltam com taças de champanhe pelo salão!
- Preciso de algo mais forte.
Ashley passou rapidamente por Zac, seguindo até o bar. Zac a seguiu, e sentou ao seu lado na banqueta a sua frente. Ashley encarou Zac e pediu duas doses de tequila ao barman.
- Preciso dessa bebida. Estou muito estressada.
- Todos que casam ficam estressados no grande dia – ambos viraram suas doses por goela abaixo – Acho que é porque a alma prescinde que está sendo trancada em uma gaiola, como se fosse um passarinho pequeno e frágil.
- Nossa! – Ashley o encarou – Virou filósofo?
- Não! – Zac riu.
- Você está bem? – ela disse séria.
- Porque não estaria?!
- Me diga você.
Zac percebeu a mensagem enigmática por trás da pergunta. Ele bebeu mais uma dose que foi posta pelo barman, e respirou fundo antes de encarar Ashley novamente.
- Eu estou bem. Não é porque a vi que vou me embrigar como antes. Confie em mim! Não vai acontecer nada de mais. Ela não fala comigo, sequer olha na minha cara. E ela está feliz com Austin...
- Estão noivos! – Ashley disse o interrompendo – Vanessa e Austin estão noivos! Eu achei que você devia saber.
- Há quando tempo?
- Pouco mais de uma semana.
Ashley percebeu que Zac estava abalado com a noticia. Ele ficou em silêncio encarando o balcão de bebidas a sua frente. Ashley o olhava intrigada quando seu marido se aproximou e a chamou.
- Você vai ficar bem? – ela perguntou a Zac. – Tenho que cumprimentar algumas pessoas!
- É sua festa, não tem que bancar a babá pra cima de mim!
Ambos riram. Ashley o beijou na bochecha e saiu ao lado de Chris. Zac por sua vez, pediu uma dose de uísque para o barman, que em um segundo colocou a dose sobre a mesa a frente de Zac, que tomou o liquido âmbar em menos tempo, em apenas um gole.
- Desse jeito terei que levar você embora em meu ombros.
- Vai se ferrar Dylan! – Zac respondeu com rispidez ao irmão que lhe encarou com cara séria em resposta.
- O que aconteceu?
- Ela está noiva!
- Não! – Dylan riu – Ela já se casou, estamos na festa de casamento – Zac o encarou.
- Não estou falando da Ashley!
- Não?!
- É claro que não. Não sou tão burro, e nem estou bêbado pra não saber onde estou.
- Então, de quem você estava falando?
- Vanessa
- Uou – Dylan se calou – Eu não sei o que posso dizer.
- Não há nada pra falar. Eu a tive por um bom tempo, e não fiz a coisa certa. A vida segue. Ela achou outra pessoa que a faz feliz.
- Não como você. Ele não a faz feliz como você fez.
- Ela é feliz com Austin e é isso que importa.
- Traz uma garrafa de Jonnie Walker! – Dylan disse ao barman.
- Não podemos distribuir a garrafa senhor.
- Eu pago a garrafa!
O barman olhou desconfiado para Dylan, que apenas devolveu o olhar com sobrancelhas erguidas enquanto Zac olhava para o copo vazio.

-Vou dançar um pouco! – Dylan comunicou vendo o irmão colocar a terceira dose de uísque no copo – Vai devagar. Desse jeito você acaba com a garrafa em cinco minutos.
- Sabe Dylan, eu te amo. – Zac disse olhando para o irmão – Te amo tanto, que estou te odiando nesse exato minuto.
- Eu só não quero que você fique mal!
- Eu estou bem.
Dylan queria acreditar, mas o medo de Zac ter uma recaída e voltar a utilizar substâncias como forma de seu refúgio o preocupava.
- Confie em mim! – Zac disse – Pode ir dançar ou fazer qualquer outra coisa. Eu não vou sair daqui, e se eu sair, o mais longe que vou ir é no banheiro. Que no caso é imediatamente que vou até lá!
Zac se levantou e caminhou até o toalete do salão de festas. Dylan ficou no bar rindo enquanto seguia com os olhos o maluco do irmão.
- Oi!
Dylan olhou para seu lado e encarou o rosto que tanto conhecia.
- Vanessa! – ele sorriu – Como estás?
- Bem. E você?
- Indo. – ele disse – Nem todos têm sorte!
- Eu não entendi nada do que você falou.
Dylan riu com Vanessa, que se aproximou e sentou no lugar onde Zac estava sentado minutos atrás.
- Parabéns!
- Pelo quê? – Vanessa quis saber.
- Pelo noivado. – Dylan disse e Vanessa abaixou a cabeça.
- Dylan...
- Não precisa explicar. Você não deve satisfação a ninguém. Tem todo o direito de ser feliz. – ele sorriu falsamente.
- Já namorei um Efron e sei quando vocês estão mentindo.
- Eu quero que você seja feliz, de verdade. Mas, ao mesmo tempo fico preocupado com meu irmão.
- Ele sabe?
- Ele que me contou.
- Como ele está?
- Está bem. Passou por poucas e boas, mas agora está tudo certo novamente.
- É verdade o lance da reabilitação?
- Infelizmente. – Dylan sorriu desanimado – Me mudei definitivamente para LA logo em seguida. Estou com ele quase vinte quatro horas por dia, tentando o fazer voltar a ser o que era antes. Minha mãe achou que assim seria mais fácil para ele ficar sem vícios.
- Sua mãe sempre protetora – Vanessa sorriu ao se lembrar da dedicação de Dona Starla para com os filhos – Eu sinto muito!
- Não se culpe agora. É tarde demais, devia ter se culpado em 2010 quando você quebrou o coração dele, e eu tive que juntar os pedaços. – Dylan disse divertido.
- Não achei que ele ficaria mal, sempre foi o mais forte da relação.
- Hoje ele está mais forte. Não só fisicamente, mas emocionalmente também.
Dylan e Vanessa ficaram conversando por algum tempo, até que Dylan deu a perceber que já passava da hora do Zac voltar a aparecer, mas ele havia sumido. Fazia meia hora em que não o via, se despediu de Vanessa e começou a andar entre centenas de convidados a procura do irmão.
- Até que enfim encontrei você! – Dylan disse assim que encontrou Zac encostado na porta que dava para o jardim – Porque você não voltou ao bar?
- O que estava conversando com ela? – Zac encarou o irmão com cara de poucos amigos.
- Não sei do que você está falando! – Dylan disfarçou.
- Eu não estou bêbado, eu vi vocês conversando.
- Não aconteceu nada demais.
- Não foi isso que perguntei.
- Me desculpe.
- Deixa pra lá.
Zac deu as costas para o irmão e voltou ao bar. Sentou-se em seu lugar, e pediu mais uma dose de uísque.
- É sempre bom te ver.
Zac ouviu a voz masculina ao seu lado, e ao se virar se surpreendeu ao ver quem era. Mas se surpreendeu mais ainda, não pelo fato de ser o atual de sua ex, mas sim por ele estar falando com Zac.
- Austin! – Zac o cumprimentou. – Faz tempo que não nos vemos!
- É exagerado dizer isso, já que nos vimos a dois dias no supermercado.
- Fato. – Zac riu – Deixa-me corrigir a frase: “Faz tempo que não nos falamos.”
- Agora faz sentido. Há quando tempo não nos falamos? Desde o que? 2011?
- Por aí!
Zac e Austin ficaram em um silencio perturbador.
- Esqueci de te parabenizar. – Zac o encarou – Parabéns pelo noivado!
Zac encarou Austin esboçando um sorriso verdadeiro. Austin ficou sem reação.
- Não era a minha intenção de ofender. – Austin disse.
- Eu acredito que você ainda a ama. – Zac engasgou com a bebida – Não precisa disfarçar tá explícito em seu olhar. Você a olha com paixão, amor, afeto... Não importa quanto tempo passe, vocês sempre terão uma ligação.
- Eu não sei o que posso dizer para amenizar suas palavras.
- Acredito que nenhuma palavra irá amenizá-las.
Zac abaixou o olhar, e ao voltar a olhar para Austin, percebeu Vanessa ao longe encarando os dois. Ele sorriu.
- Sabe aquela menina sentada ali, com olhar desconfiado, tão inocente? – Zac apontou para Vanessa, e Austin ao perceber de quem se tratava voltou a encará-lo – Já fui doente naquela mulher. – Zac sorriu – Agora ela está olhando de lado para nós. Deve estar sem graça vendo o presente e o passado conversando sobre um assunto, que ela já sabe qual é.
- Você ainda se importa com ela! – Austin disse com um sorriso em seu rosto.
- Esse é o meu único aviso. Ela decidiu ficar contigo, então faça ela feliz.
- Pode deixar!
- Cuida bem dela, porque você não vai conhecer alguém melhor. Promete pra mim, o que você jurar pra ela, você vai cumprir?
- Prometo! – Zac colocou a mão no ombro de Austin.
- Ela gosta que reparem no cabelo dela.
- Já confirmei isso! – Austin disse rindo – Ela fica uma fera quando ninguém nota a mudança. – Ambos riram.
- Foi por um triz, mas fui incapaz de ser o que ela sempre quis. – Zac olhou além de Austin, e viu Vanessa indo na direção deles – Faça ela feliz!
E saiu deixando Austin sozinho e abalado com o que havia acabado de acontecer. Zac ainda amava Vanessa, mas o destino mudou o rumo e separou duas almas gêmeas.
- O que aconteceu? – Vanessa disse ao se aproximar de Austin.
- Pode se disser que Zac acabou de dar a benção para o nosso casamento.
- Não precisamos da benção dele. – Vanessa disse rindo.
- Precisamos sim! – Austin a encarou – Ele ainda te ama, e acredito que seja para sempre esse sentimento!
***
- Posso sentar?
Zac ouviu a voz doce e meiga de Vanessa atrás de si. Ele deslizou para o lado e ela sentou ao seu lado no banco no jardim.
- Austin me contou sobra a conversa de vocês.
- Contou é?
- Ele disse que você ainda me ama! – ela o encarou.
- Eu não disse isso a ele – Zac disse rindo.
- Queria saber se é verdade ou não?
- Por quê? – ele a encarou pela primeira vez durante a conversa – Qual a importância da resposta?
- Dependendo da sua resposta eu decido se vou ou não me casar. Eu preciso saber!
Zac se levantou e deu alguns passos a frente. Virou e a encarou sentada.
- Você vai se casar!
- Então Austin estava errado em achar que você ainda me ama!
- Austin está certo. – ela levantou o olhar e o encarou – Eu ainda te amo. E sinto sua falta. Mas você precisa ficar com ele. Há uma diferença entre o amor verdadeiro e o amor certo. Eu posso ser o amor verdadeiro, mas é com ele que você tem que ficar.
- Você não pode me dizer isso! – Vanessa disse rindo, segurando as lagrimas.
- Posso! Ficamos juntos por cinco anos, e no final eu não fiz a coisa certa – ele riu – Dizem que quando você namora há muito tempo, você não casa com seu namorado, e sim com o próximo. Vocês estão juntos a três anos e já estão noivos. O ditado faz sentido.
- Eu queria me casar com você!
- Há quatro anos. E eu não quis. Não me achava pronto, e jamais vou estar.
- Você só vai saber se está pronto quando acontecer.
- E vou machucar outra pessoa. Assim como fiz com você. Sejamos francos Vanessa, nosso tempo acabou, foi bom enquanto durou.
- Zac. – Vanessa disse deixando cair uma lágrima.
- Eu sempre vou te amar! Mas não sou o homem da sua vida. Não te dei o devido valor. Eu não te mereço.
- Você acabou complicando mais ainda minha cabeça. – Vanessa disse se levantando do banco onde permaneceu sentada durante toda a conversa.
- Se case com Austin. É a coisa certa a fazer.
Zac se aproximou de Vanessa e a beijou na testa, e a abraçou.
- Eu te amo Nessa!
- Eu também te amo Zac!
Ele a beijou no topo na cabeça, e se afastou a deixando sozinha com seus pensamentos.
- Como foi? – ela se virou ao ouvir a voz de Austin.
- Ele quer que nós nos casamos. – ela o encarou – Ele confirmou o que você disse.
- E ainda sim você vai se casar comigo?
- Ele não é o homem da minha vida. Ele não me merece. – ela disse se aproximando dele – São as palavras dele.
- O que você decidiu?
- Ele ainda não está pronto. E uma mulher só se forma completamente após o primeiro divórcio. – ela disse rindo.
- É bom saber que nós nem se casamos e você já quer se divorciar. – ele disse brincalhão.
- Só o destino pode nos mostrar o caminho certo a tomar, e nesse momento esse caminho é você!
- Fico feliz em ouvir isso.
- Só o tempo pode mudar a nossa situação atual.
- Quando tempo?
- Eu não sei. Só espero que não seja longo ou curto demais, mas o suficiente para que todos sejam felizes com as pessoas que amamos.

Fim.

-----------------------------------------------
 Espero que tenham gostado. Sei que não é final feliz, mas sim a esperança de um final de contos de fadas. Comentem e deixem opiniões para as próximas fics.

- L

PS: Divulgando nova ficção "Proposta Indecente" 


7 comentários:

  1. Mds , n creio, amo essa musica, sem brincadeira, eu ficava imaginando uma historia de zanessa pra ela e ficava imaginando se vc escrevesse uma fic com ela , a espera valeu a pena lindaaaaa bjs

    ResponderExcluir
  2. sabe,eu quase me afoguei nas minhas próprias lágrimas aqui
    essa fic ficou linda *-* mas também muitooo triste
    espero que na vida real o Zac e a Nessa fiquem juntos sim
    posta mais amore,kisses

    ResponderExcluir
  3. aiii adoreii
    eu amo essa música eu ficava imaginando uma história pra ela também,e eu amei,é fantastica hehe
    Eu queria dar uma dica de música:Vc poderia fazer com a música CALMA do Jorge e Mateus.E eu tbm amo am música MOZÃO do Lucas Lucco que é perfeita.
    posta loguinho viu senti saudades
    xoxo ♥♥♥

    ResponderExcluir
  4. Liiiiindo, triste, mais ainda sim, lindo kkkk
    vc tem talento msm, quer sugestões?? acho q vc nem precisa,kkk é otima nas escolhas, mas tem musicas lindas como: recaidas e faz tempo(henrique e juliano), sinto saudade(thaeme e thiago), momento certo, eu to joagndo verde(luan santana)... aa tem varias q dariam boas historias, escolha uma q vc goste e arrase de novo rsrs!!
    bjo

    ResponderExcluir
  5. Ain...que lindooo!
    Eu simplesmente amei essa mini fic.
    Ficou tãoo incrível.
    Sonho com o dia em que Zac e Vanessa vão voltar a ficar juntos.
    Posta loguinho
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Q lindo e triste ao mesmo tempo :')
    Amei

    ResponderExcluir
  7. Oh eles juntos é que era... mas parece um pouco real até :)

    Divulga o meu blog sff:
    http://zanessa-eterno.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)