sábado, 11 de outubro de 2014

Aeroporto (Thaeme e Thiago)


            É, essa noite eu vou tentar me transformar em vento, para impedir que esse avião saia daqui levando a minha vida para longe de mim. Eu não conseguirei ficar longe de Zac, não mesmo.
            - Achei que você não viria!
            Ele abriu seu sorriso que eu tanto amo, me abraçou forte quando eu me aproximei. Nossos amigos que estavam ao redor nos encaravam com lágrimas em seus olhos, e as demais pessoas que estavam no saguão do aeroporto nos olharam também.
            - São só oito meses! – ele sussurrou em meu ouvido, ainda abraçado a mim, eu deixei cair uma lágrima em meu rosto.
            - Eu sei que para você oito meses é pouco tempo, mas não imagina a proporção desse meu sentimento, não faz ideia do quanto você é importante pro meu dia a dia. – Nos separamos e eu o encarei - Eu vivo em meio a multidões, mas me sinto tão só, e se você partir agora eu vou ficar pior, todos os meus sorrisos vão desaparecer.
            - Não pode acontecer! – Zac disse – Vai dar tudo certo Nessa!
            - Se eu fosse melhor você não ia.
            - Não diga besteira! – ele me repreendeu.
            - Se eu tivesse mais coragem, eu te abraçava e te impedia.
            Ele beijou a minha testa, e depois meus lábios.
            - A gente vai se falar todos os dias, no mínimo três vezes. O tempo vai passar rápido, e quando nós menos perceber, o intercâmbio vai ter terminado, e em seguida eu estarei em um avião de volta pra cá, voltarei para meus amigos, minha família, e pra minha namorada... E eu não quero que ela fique triste e depressiva durante esse tempo, então eu peço a sua ajuda pra não deixar que isso aconteça com a Senhorita Vanessa Hudgens. – eu sorri sem animo – Eu te amo!
            - Eu também te amo! Você não imagina o quanto!
            Ele sorriu, e em seguida ouvimos o auto falante notificando que o embarque havia começado, Zac se afastou de mim, e abraçou nossos amigos, e em seguida voltou sua atenção a mim.
            - Eu volto logo!
            Ele disse antes de me beijar pela última vez. Começou a andar, e aos poucos foi desaparecendo do meu campo de visão. Ashley se aproximou de mim, e começou a me guiar para o estacionamento. Quando chegamos perto de meu carro, eu não segurei as lágrimas, e elas começaram a escorrer em minha face.
            - Eu estou chorando no estacionamento do aeroporto! – eu disse achando aquilo ridículo.
            - Não há problema nenhum! Mas ele vai voltar, então se acalme.
            - Eu estou chorando, porque talvez hoje tenha sido o nosso último encontro.
            - Como assim?
            - Ninguém manda no futuro.




4 comentários:

  1. Ain...que história linda.
    Eu amei demais.
    Foi triste e linda ao mesmo tempo.
    Você arrasou como sempre.
    Posta loguinho
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. uau,fic perfeita *-*
    sem palavras
    posta mais,kisses

    ResponderExcluir
  3. aiiii que linda,mas deu uma pontada no coração! posta logo

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)