sábado, 4 de outubro de 2014

Inseguros (Thaeme e Thiago)


            - Qual o nome? – o recepcionista do restaurante me perguntou enquanto olhava para uma lista a sua frente.
            - Eu vim encontrar uma pessoa, acredito que já esteja a minha espera. – ele levantou o olhar e me encarou – Qual o nome?
            - Zac Efron, quer dizer, Zachary Efron.

            Segundos depois um garçom veio me acompanhar até a mesa oito, onde Zac já estava a minha espera.
            - Vanessa! – ele me cumprimentou ao me sentar – Está linda, como sempre!
            - Não começa – eu disse e ele riu – Eu aceitei jantar com você, mas só pra eu dizer tudo que guardei nesses anos que você não estava aqui.
            - Nessa... – ele disse, mas o cortei em seguida.
            - Só me deixa falar, antes que eu perca a coragem.
            - Quer alguma bebida?
            - Você está me distraindo! – Zac riu – Ao chegar em casa, hoje, após eu reencontrar você, eu decidi escrever algo só pra nós dois. Fiquei pensando se ainda tem saudade e chora por mim? Se você ainda se lembra do tempo que já se foi?
            - Bom...
            - Não me interrompa! – eu disse rapidamente - Eu nunca imaginei, tão repente, te encontrar. Fazia oito anos que a gente não se via. Engraçado como eu fui pra outro lugar e você formado em direito e agronomia. Me lembrei do beijo, do primeiro dia em que te amei, em frente a casinha onde eu morei.
            - Ali nasceu o amor, mas éramos tão imaturos. – Zac disse.
            - Éramos tão inseguros, erramos com medo de amar, e sem nenhuma experiência pra se entregar.
            - Quem sabe se a gente tentar, ainda resta uma esperança pra recomeçar! – ele disse me encarando com seus olhos azuis.
            - Abri a caixa empoeirada que eu guardei durante todos esses anos, achei as cartas e o álbum que você me deu. Em uma delas, a promessa que não aconteceu, com vinte e cinco anos, finalmente ia ser meu. Me fez lembrar do abraço do último dia em que contou dos quatro meses de intercâmbio que provou que tudo tinha um fim.
            - Não era o fim. Nunca teve fim. – Zac pegou a minha mão sobre a mesa – Eu sempre te amei. Nunca te esqueci. Estou aqui, porque percebi que aos 28 anos a maioria dos meus amigos estão casados ou noivos, e eu estou solteiro há oito anos, por que nunca encontrei alguém que me fizesse sentir como você faz. Errei em não ter voltado assim que o intercambio acabou, mas você sempre me apoiou em tudo. Não estava pronto para você. Hoje estou, por isso voltei, para encontrar a única pessoa que eu amei, voltei para reencontrar a única pessoa que pode se tornar a minha esposa. Independente da sua resposta, eu não vou desistir. Pode demorar mais oito anos, mas eu não vou mais te abandonar. Eu prometo!

Fim.


---------------------------------------------------------------


Olá pessoal!

Mais uma mini fanfic pra vocês...
Lembrando que ao 100° comentário terá uma surpresa, que espero que agrade a todos. Estamos quase lá! ;)
- L

4 comentários:

  1. hoje o povo tirou pra me deixou louca com essas mini fics!!!!
    que final é esse Liri????tem que ter continuação
    muito linda essa fic *-*
    posta mais,kisses

    ResponderExcluir
  2. Awn...amei essa mini fic.
    Ficou incrível.
    Você arrasou como sempre.
    Posta loguinho
    Bjos

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)