quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

11° Capítulo

VANESSA

            - Dormiu bem?
            - Sim, e você?
            - Preferia estar levando uma bandeja de café do que receber! – Gina brincou.
            - Coma tudo!
             Vanessa disse ao se sentar ao lado da mãe na cama, onde depositou uma bela bandeja de café da manhã. Gina a encarou quando bebia o suco de laranja.
            - O que está passando nesta cabecinha, hein Van?
            - Todos do hospital sabe sobre eu e Zac!
            - Isso é um problema!
            - Eu sei, por esse motivo decidi me afastar dele pra evitar que Austin descubra.
            - É uma boa ideia!
            - Eu estou intrigada com mais uma coisa!
            - O que foi minha pequena? – Gina se preocupou.
            - Porque papai odeia tanto o Zac? – Vanessa encarou a mãe.
            - É uma longa história.
            - Tenho tempo! – Gina riu com a persistência da primogênita.
            - Começou quando Zac veio pedir sua mão em namoro para seu pai.
            - Ele fez isso? – Vanessa estava surpresa.
            - Fez. Seu pai estragou tudo dizendo não pro garoto, disse barbaridades.
            - Exemplos. – Vanessa pediu – O que ele disse a Zac?
            - Não quero lhe magoar!
            - Continua mãe!
            - Se você insiste, seu pai olhou pro Zac com ar de superior, afirmou que Zac jamais seria homem pra você, que não tinha futuro, e muito menos presente. Que ele seria sempre uma mercadoria que só iria merecer pena. Ele esculachou o Zac, como se fosse o próprio Lúcifer!
            - Por quê? Ele nem conhecia o  Zac!
            - Ele conhecia. O pai de Zac foi funcionário do seu pai há alguns anos atrás, logo no começo da Petrolina, eram amigos. – Gina suspirou.
            - Você o conhecia também?
            - David era um bom homem, criou os filhos como príncipes, ele fez o máximo que pode. Foi uma grande perda, quando ele se foi.
            - Zac sabe que nossos pais eram amigos? – ela perguntou a si mesma.
            - Não. Isso foi há muito tempo, éramos adolescentes.
            - Como? Você disse que papai conhecia Zac!
            -Ele é igual ao pai. – Ela sorriu – Ele tem poucas características físicas de David, puxou mais pra Starla, mas a personalidade dele é do pai, totalmente do pai.
            Vanessa ficou pensativa. Porque ninguém havia lhe contado isso, porque Zac nunca havia lhe dito que havia conversado com seu pai, porque? Eram tantas perguntas em sua mente.

            - Preciso de ajuda! Preciso descobrir de qual agência é aquela conta. – Vanessa disse.
            - America Blass! – Ashley disse. – As agências têm o código primeiro, e o mesmo que o meu. 20. É uma conta no America Blass, eu tenho certeza!
            - Te encontro lá daqui vinte minutos!
            - Já estou indo!
            Vanessa desligou seu Iphone e desceu as escadas o mais rápido possível. Entrou em seu carro e acelerou a caminho da agência bancária. Quando chegou, Ashley já estava à sua espera.
            - Já liguei e marquei com o gerente, ele nos atenderá!
            - Obrigada!
            Entraram na agência e foram até a mesa do gerente que as cumprimentou.
            - Eu precisaria saber de quem é essa conta. – Vanessa disse mostrando o papel.
            - Não podemos liberar informações de terceiros. – o gerente informou.
            - Qual é Mike! – Ashley disse e ele a encarou.
            - Tudo bem!
            Vanessa e Ashley se sentaram a frente de Mike, o gerente. Ele digitava os números do papel no computador, segundos depois ele sorriu a elas.
            - A conta está no nome de Zachary David Alexander Efron. – ele as encarou.
            - Só isso? – Ashley perguntou.
            - Tem os dados dele também.
            - Qual é a quantia? – Ashley questionou.
            - É alta, muito alta.
            - Quanto? – Vanessa disse.
            - 1 milhão de dólares.
            - Como Zac conseguiu um milhão de dólares? – Ashley a encarou.
            - Estranho. – Mike disse.
            - O que?
            - A conta foi aberta há dez anos, e nunca deve movimento.
            - Como assim? – Vanessa disse.
            - Ele abriu a conta, depositou o dinheiro e nunca mais voltou a mexer nela. 

            - Estávamos no fim do ensino médio há dez anos, ele não tinha dinheiro. - Ashley dizia enquanto iam até os carros. Vanessa estava tentando assimilar todas as informações, era tantas em pouco tempo. - O que está pensando?
            - Você conheceu o pai do Zac?
            - Sim. Por quê?
            - Meu pai era amigo dele.
            - Não entendi? – Ashley disse – Seu David era humilde, e vivia em cidade pequena, e seu pai é totalmente ao contrário. Sem ofensas.
            - Não estou ofendida. – Vanessa ficou pensativa – Tenho que encontrar o Zac.
            - Agora? – Ashley olhou no relógio – São dez da manhã, ele deve estar no hospital.
            - Não está. Hoje é dia de folga, ele deve estar dormindo. Eu vou até lá!

            - Oi!
            - Oi! – Vanessa sorriu ao vê-lo.
            - Quer entrar? – Zac perguntou lhe dando passagem.
            - Quero sim!
            Vanessa passou por Zac que fechou a porta em seguida.
            - Você está estranha! – ele disse ao vê-la se sentar no sofá.
            - Não estou não. – ela sorriu – Só estou preocupada.
            - Com o que? – ele se sentou ao lado.
            - Você não vai me dizer a verdade sobre a rivalidade com meu pai, não é?
            - Eu já te contei a verdade!
            - Ele não gosta de você, porque foi meu namorado?! – Vanessa o encarou. – Essa não é a verdade.
            - O que você está dizendo?
            - Eu vou descobrir o que vocês escondem!


--------------------------------------------------------------------

Olá pessoal!
Decidi dar um presente pra vocês nessa quarta feira, espero que gostem.
Tudo que é bom tem o fim. Estamos na reta final da ficção, então começarei a postar de sábados e de quarta. Pois quero dar fim a ficção antes do natal, pelas minhas contas o último capítulo será postado no dia 24, se não acontecer imprevistos.
E antes que me perguntem, eu não irei escrever outra ficção.
Talvez eu possa postar algumas mini fic's, mas não me comprometo. 
Em 2015 irei dar um passo a frente na minha vida, e não quero deixar vocês leitores na mão, não quero decepcioná-los.
Até sábado para mais um capítulo!
- L

PS: Visitem o novo blog da Rafa: You are my destiny 

3 comentários:

  1. meu Deus,amei o capítulo ♥♥♥
    estou totalmentente apaixonada por essa fic *-*
    Liri,vc ñ pode parar de escrever,suas fics são tão perfeitas
    obg por divulgar meu blogs :)
    posta mais,kisses

    ResponderExcluir
  2. Já ta no fim?:'(
    Amei o cap
    A vanessa tem q terminar c o austin :/

    ResponderExcluir
  3. Ai Senhor, esse mistério está acabando comigo.
    Mas já desconfio do que pode ter acontecido. Hehe.
    Amei o capítulo.
    Não vejo a hora de ver a Vanessa dando um pé na bunda no Austin.
    Vai ser incrível esse dia.
    Posta loguinho
    Bjos

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)