sábado, 27 de dezembro de 2014

Capítulo Final

2 horas depois...
            - Você tem que contar para ele? – Dylan dizia para Amélia no meio do corredor.
            - Eu não posso! Eu sigo regras, e o diretor disse para não disser.
            - O que está acontecendo entre vocês dois? – Zac disse ao se aproximar.
            - Nada doutor! – Amélia respondeu.
            - Dylan? – Zac encarou o irmão.
            - Eu não consigo!
            - Você não pode! – Amélia o advertiu.
            - Sabe quem você acabou de operar? – Dylan disse.
            - Um paciente emergencial. – Zac disse rindo.
            - O nome do paciente?
            - Eu não sei, não tive tempo de perguntar. Amélia?
            - Sim senhor?
            - Qual o nome do paciente? – Zac perguntou.
            - Hum, o nome? É... – ela ficou pensativa.
            - É a Vanessa!
            Zac mudou o seu foco, deixou de encarar Amélia que estava com cabeça baixa para encarar o irmão.
            - Como assim?
            - A senhorita Hudgens chegou há três horas e meia no hospital – Amélia começou a dizer – Estava desacordada, com vários hematomas no corpo, alguns antigos e outros novos. O doutor Webber fez a consulta inicial, pediu raios-X, tomografias, ultrassonografias, pediu todos os exames. Quando ele verificou a tomografia achou manchas em volta do cérebro, pediu para ligar para o senhor, mas não era pra eu dizer quem era a paciente, porque senão o senhor...
            - Não conseguiria operar! – Zac sussurrou completando a frase de Amélia.
            - Ela está no quarto 403! – Amélia disse.

            - Eu ainda não acredito! – Stella dizia vendo a irmã desacordada na cama.
            - Não tem como acreditar!  - Gina disse.
            - O que aconteceu? - Gina e Stella voltaram à atenção a porta do quarto onde encontraram os olhos tristes de Zac.
            - Austin! – Gina disse com a voz embarcada.
            - Como? – Zac perguntou.
            - Ela abriu o jogo. – Stella disse – Colocou tudo sobre a mesa. Pediu o divórcio, colocou meu pai contra a parede, nos deu à grande noticia, e depois...
            - Ela nos pediu para conversar com Austin a sós, e minutos depois ouvimos um barulho fraco vindo do escritório. Em seguida, ouvimos algo quebrando. Achávamos que era mais uma das brigas que quebram tudo que tem na casa.
            - Mas ele a quebrou! – Zac disse.
            - Papai não suportou ficar ouvindo sem fazer nada, então arrombou a porta do escritório e viu Austin socando a minha irmã, a maltratando. – Stella deixou cair uma lágrima.
            - Greg foi pra cima de Austin. Vanessa estava desacordada no chão. Eu e Stella corremos para ajudá-la, foi quando ouvimos um tiro. – Gina disse – Austin saiu correndo, e Greg foi ao chão.
            - Ele está bem? – Zac quis saber.
            - Está sendo operado por Webber. Não temos notícias!
            - Cuidam dela. Eu vou saber sobre Greg. - Zac caminhou até a porta. Estava abalado. – Você disse “grande notícia”. Qual era? – ele perguntou a Stella.
            - Você não sabe? – Gina perguntou.
            - Deveria?
            - Ela lhe contará quando chegar a hora! – Gina sorriu pela primeira vez após o ocorrido.

            - Chefe Webber! – Zac disse ao entrar na SO onde Greg estava sendo operado.
            - Efron! – O chefe o cumprimentou – O que faz na minha SO?
            - Quero notícias do paciente!
            - Você já sabe? – o chefe o encarou sobre a mascara.
            - Sim senhor!
            - Diga que acabamos por aqui, ele ficará em observação. O colocaremos no quarto ao lado da filha.
            - Obrigado senhor!
            - Não fiz mais do que minha obrigação!
                       
24 horas depois...
            - Você está bem? – Gina perguntou ao marido.
            - Estou. E Vanessa? – Greg respondeu.
            - Está melhorando, mas ainda não acordou. Zac está com ela, disse que é normal essa demora pra acordar.
            - Ele sabe?
            - Do que? – Gina disse confusa.
            - Que vai ser pai?
            - Não. A obstetra dará uma olhava nela daqui a pouco pra ver se o bebe está bem.
            - Espero que sim! – Greg disse.
              
            - O que vai acontecer quando ela acordar? – Stella perguntou.
            - Como assim? – Zac quis saber. – Como ela se sentirá?
            - Isso também, mas principalmente como vocês ficarão? Já que o marido dela fugiu após atirar no meu pai.
            - Eu não sei. – Zac respondeu.
            - Ficarão juntos. Eu tenho certeza. – Dylan disse se intrometendo na conversa.
            - Posso entrar? – todos olharam para a porta.
            - Doutora Vivienne o que faz aqui? – Zac perguntou.
            - Uma consulta doutor Efron. Peço que todos saiam. Que só fique o responsável pela paciente.
            - Eu fico – Zac se prontificou.
            - Me desculpe Zac – Gina disse ao se aproximar – Mas, eu fico!

            - Oi! – Greg ouviu.
            - Olá Zac!
            - Podemos conversar? – Zac disse entrando no quarto.
            - Sobre? – Greg levantou as sobrancelhas.
            - Meu pai.
            - Eu sinto muito. Eu fiz muitas coisas erradas, mas eu lhe garanto que não tentei matar seu pai.
            - Como assim? – Zac perguntou sem acreditar nas palavras de Greg.
            - Não tem que acreditar em mim, mas a verdade é que não fui eu que mandei cortar os freios da caminhonete de David. Eu assumo que sentia ciúmes toda vez que Gina se aproximava dele, mas quando eu soube que havia se casado, e tinha filho e estava a espera do outro, eu deixei pra lá. Seu pai sabe disso.
            - Ele me contou que você conversou com ele antes do acidente.
            - Eu sei quem fez o serviço. Foi Josué, meu funcionário na época, hoje está preso por outros motivos. Me desculpe por estragar a vida de sua família.
            - Eu estraguei a sua. – Zac disse rindo – Estamos quites!
            - Não estamos não.
            - Como assim?
            - Devia ter entregado as suas cartas pra Vanessa.
            - O senhor... – Zac deixou a frase no ar.
            - Devia ter deixado Vanessa lhe namorar, devia ter a deixado ser feliz. Não devia ter lhe subornado pra se afastar dela, sei que você não usou nenhum centavo daquele dinheiro.
            - Ela que contou!
            - Tudo, e pra todos. – Greg sorriu.
            - Ela é uma garota espetacular! – Zac disse.
            - Você a ama? – Greg o encarou.
            - Nunca deixei de amar.
            - Seja feliz com ela. Eu lhe dou a minha benção.
            - O senhor está brincando comigo?
            - Não, é claro que não. Só espera eu achar o maldito do Austin e o matar, aí vocês se casam. – Zac ficou sério – É brincadeira. O xerife acabou de me ligar e disse que o encontraram. Está sendo levado pro presídio por tentativa de homicídio.
            - Tenho que esperar?
            - Até sair o divórcio.
            - O que senhor está me dando o melhor presente da minha vida!
            - Não. Você que me deu o melhor presente.
            - Como assim? – Zac perguntou sem entender.
            - Ela acordou! – Stella disse entrando no quarto. – A Van acordou!

            - Como você está minha querida?
            - Estou bem mãe! – Vanessa olhou para a porta e viu seu pai na cadeira de rodas sendo trazida por Zac – O senhor está bem?  O que aconteceu?
            - Aquele FDP do seu marido atirou no pai! – Stella disse.
            - Mas já estou bem. – Greg disse – Aliás, estou ótimo. Coloquei os pontos nos is com Zac, coloquei Austin na prisão, liguei para Scott, que é advogado e está cuidando de seu divórcio – apontou pra Vanessa – E quando saímos daqui, iremos comemorar com uma grande festa!
            - Esse é o Greg que eu me apaixonei! – Gina disse.
            - Iremos comemorar o que? – Vanessa disse.
            - A nova fase dos Hudgens.
            - Não está esquecendo ninguém Greg? – Gina perguntou.
            - Okay, eu deixo o Zac participar também! - Todos riram com a provocação de Greg.
            - Obrigado pelo convite! – Zac respondeu sorrindo.
           
            - Você está bem? – Zac perguntou a Vanessa assim que ficaram a sós.
            - Eu tenho novidades! – ela sorriu.
            - Eu também! – Zac disse.
            - Diga primeiro!
            - Seu pai nos deu a benção.
            - Isso quer dizer... – Vanessa o encarou.
            - Quer casar comigo? – Zac disse – Depois que seu divórcio sair, é lógico! – Vanessa riu.
            - É a coisa que eu mais quero! – ela respondeu antes de beijá-lo. – Você será pai!
            Zac a encarou. Achou que tivesse ouvido errado. – O que você disse? – ele perguntou.
            - Eu disse: “Você será pai!” – ela sorriu colocando a mão sobre a barriga.
            - Hoje é o melhor dia da minha vida! Obrigado por você existir! – Zac disse alisando a barriga de Vanessa – Eu amo vocês!




The End.

----------------------------------------------------------------------


Acabouuuuuu!!!!
Obrigado por tudo pessoal, pelo apoio, pelos comentários...
Agradeço cada um de vocês que fizeram parte dessa história, assim como as outras.
Novamente dedico a Rafa Diniz, Julia Araujo e Zanessa 4 ever, por estarem sempre comentando.
Acredito que não aparecerei por aqui antes de 2015, então... Feliz Ano Novo! Que Deus nos abençoe cada vez mais ;) 
Até o ano que vem com mais algumas mini fics musicais (quem sabe!).
- L

4 comentários:

  1. Aiin mds que perfeito!Nos que te agradecemos por trazer alegria pra nossas vidas,vc fez uma diferença enorme pra mim esse ano, ja que foi em 2014 que comecei a ler suas histórias , que me viciaram e me emocionaram de mais, tudo de bom pra vc , que vc consiga realizar tds os seus sonhos , Feliz Ano Novo !pra vc e pra td mundo
    -Isa Neves

    ResponderExcluir
  2. aiw que capítulo perfeito *-*
    você fechou com chave de ouro hein Liri
    essa fic foi linda,amei ♥♥♥
    Feliz ano novo e até 2015 flor
    kisses

    ResponderExcluir
  3. Mds
    Sem palavras!!!
    Esse fim foi lindo lindo,mas tbm to triste por saber q vc n vai mais escrever fics:'(
    Bem,amei essa fic

    ResponderExcluir
  4. OMG
    Que final perfeito.
    Não poderia ter sido melhor.
    Arrasou mais uma vez
    Eu amei demais essa fic.
    Espero que venham muitas outras nesse ano que se inicia.
    Feliz ano novo

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião e deixe sugestões ;)