sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

UM SONHO POSSÍVEL

           
- Tem certeza?

Ashley disse me fazendo sair dos meus pensamentos por um momento, encarei minha melhor amiga pelo espelho a minha frente, e sorri, tentando em vão a convencer que sabia o que estava fazendo.

- Tenho! – Disse por fim.
- Vanessa Hudgens se eu não te conhecesse, eu até acreditaria.
- Você é a melhor.
- Não acredito que você vai fazer isso, quer dizer, Austin é perfeito, mas sinceramente não acho que seja pra você.

Não foi possível me segurar e acabei rindo. Todos me diziam isso, deste que eu havia tomado a decisão que mudaria o resto dos meus dias. Adam, meu assessor entrou em meu quarto e sorriu.
  
- Desculpa interromper, mas todos os convidados já chegaram!
- Então vamos! – eu disse sorrindo.

Saímos e seguimos o corredor em direção as escadas. Ao chegar na sala, cumprimentei meus familiares e amigos, fui em direção a Austin que se encontrava na cozinha.

- Preparado? – perguntei o tirando do transe.
- Eu estou. E você?
- Porque todos me perguntam isso! – eu disse rindo e o beijei – É a coisa certa a fazer!
- Nem sempre. Algumas coisas podem parecer certas, mas ao longo do tempo vai perceber que errou, e o que era certo se tornou errado.
- Aonde quer chegar? – disse levantando as sobrancelhas.
- Seus pais! Eles merecem isso?
- Austin Butler o que você está fazendo?
- Tentando fazer você enxergar a burrada que estamos fazendo...
- Chega! – eu disse o interrompendo – Vamos acabar com isso logo! – eu disse dando as costas.
- Vai encontrar ele hoje? – Austin disse me fazendo parar de caminhar – Eu sei que às vezes vocês se encontram. Formam um belo casal.
- Austin – eu disse suspirando – Todos nos espera para fazer um anuncio, o anuncio do nosso casamento. Eu não quero brigar com você neste momento. Temos que cumprir o contrato.
- O contrato está no fim Vanessa – ele disse me encarando – Agora é a hora que terminamos, e você corrige a burrice que fez há cinco anos.
- Do que você está falando? – eu disse enigmática.
- Você não me olha, como olha pra ele. Você não ame, como o ama.
- EU NÃO O AMO! – eu gritei e Austin sorriu.
- O nosso namoro pode ter sido planejado, mas o de vocês não. Ele é um ótimo amigo, mas sei que você se morde de ciúmes toda vez que ouve falar dele com a Sami. Corra atrás do seu verdadeiro amor.
- Ele não fala comigo deste que começou a namorar a Sami!
- Talvez ele tenha se acostumado, assim como você se acostumou comigo!
- Eu não quero terminar com você! – eu disse verdadeiramente.
- Não se pode ter tudo nessa vida! – ele disse rindo – Vamos fazer assim, ficamos noivos, como o seu plano – meneei a cabeça concordando – e quando todos forem embora, você vai atrás dele, e vai dizer toda a verdade, tudo o que você sente por ele, e principalmente, vai pedir perdão por todos os erros.
- Não sei se consigo! – confessei.
- Vai conseguir! – ele se levantou da banqueta – Vamos lá? Pronta pra ficar noiva?

***
- Cadê a Sami? - Dylan disse aparecendo do nada ao meu lado, me fazendo perguntar a mim mesmo como ele fazia isso.
- Eu não sei. Parece que tinha um ensaio, ou reunião hoje à noite. – eu respondi.
- Que pena. Hoje a casa está cheia, ela ia adorar.

E ia mesmo. Sami adorava casa noturna lotada, e é assim que está a The Club. Mike, meu amigo de infância é o dono, e sempre que Dylan está Los Angeles viemos aqui.

- Sabe quem me ligou hoje? – Dylan disse sentando ao meu lado na banqueta do bar na área vip – Dez dólares se acertar! – disse rindo.
- Não tenho a mínima ideia. – eu disse rindo junto com ele.
- Ashley Tisdale – ele sorriu.
- O que a loira queria com você? – perguntei desconfiada.
- Queria marcar um encontro!
- Ela está casada Dylan! – disse como se fosse óbvio.
- Não com ela. – ele me encarou – Na verdade seria com ela, mas não deste jeito que você imaginou seu pervertido – eu ri e tomei um gole de minha água – Ela queria conversar comigo sobre a Vanessa.
- Vanessa? – eu levantei as sobrancelhas – Você a chamava de “V”, “Van” ou “Nessa”.
- Isso era antes. – ele disse sério – Ela acabou com nós dois, e você sabe disso.
- Ódio e rancor não te levará a lugar nenhum.
- Você a perdoou. Mas eu não sou trouxa. Só um pouco. – ele disse rindo – Mas não consigo a perdoar. Ela me fez acreditar em uma coisa, e depois arrancou tudo de uma vez. De uma única vez.
- Ela terminou comigo, não com você. E isso faz cinco anos. Esquece!
- É fácil falar. Mas, eu não consigo acreditar no amor, se vocês não estão mais juntos. Você entende? – eu meneei a cabeça negando – É como “Brangelina”!
- Brad Pitt e Angelina Jolie? – onde esta conversa vai chegar?
- Eles são perfeitos separados, juntos é mais perfeito ainda. Todos vêem que existe amor entre os dois, é nítido. Mas se eles se separar... Acabou. Não existirá mais o amor.
- Você está trágico hoje! – comentei rindo.
- Deixa pra lá!

Dylan saiu e foi pra pista de dança. Eu entendi o que ele me disse. Cada palavra. Cada significado. Deste o término do meu namoro com Vanessa, ele jamais foi o mesmo no quesito amor. Namorou uma garota da faculdade, mas não durou um mês. Motivo? Ela não o olhava como eu olhava pra Vanessa, ou vice versa. Mas isso não vem ao caso.

***
Toquei a campainha. É só esperar.
Porque demora tanto.

- Você? – Sami abriu a porta – O que faz aqui?
- Ah... Zac está?
- O que você quer com meu namorado? – Ciumenta? Só um pouco eu acho.
- Está ou não? – a encarei.
- Não, saiu com o Dylan.
- Obrigada!

Agradeci e corri até o carro, quase caí no meio do percurso, mas ninguém tem que saber desse detalhe, eu acho.

- Saiu com Dylan! – eu disse ofegante.
- Para onde? – Austin perguntou e eu o encarei no banco do motorista.
- Você não percebeu o quanto isso é ridículo? Você é o meu noivo, e estamos atrás do meu ex, que está com o irmão que me odeia, em um lugar que eu sequer imagino.
- Tem uma pessoa da família que não te odeia! – Austin disse sorrindo.
- Quem? – perguntei temerosa.
- Starla Basquett!
- Não. Eu não posso ligar pra ela.
- Porque não? – Austin disse ligando o carro e acelerando.
- Ela vai contar pra minha mãe, você sabe que elas ainda são amigas. E vão falar um monte de mim, eu conheço aquelas duas quando se junta.
- Então como vamos achar eles?
- Ashley! – eu disse dando um pulo – Ela sempre sabe tudo!

***
- É impressão minha ou você está pensativo? – Mike me perguntou detrás do balcão.
- Dylan me fez pensar.
- No que? – eu sorri – Ou em quem?
- Você achava que eu e Vanessa era amor verdadeiro?
- Se eu achava? – Mike riu alto – Todos acreditavam nisso. Vocês eram o casal perfeito, casal magia Disney – rimos juntos – Era verdadeiro!
- Se era verdadeiro, porque acabou?
- Talvez não acabou! – Mike disse dando um sorriso e indo pro outro lado do balcão.
- Achei você!
- Vanessa? – eu perguntei pra mim mesmo. Como ela apareceu do nada? Esquece.
- Obrigado Mike! – ela sorriu agradecendo a água que meu amigo lhe trouxe. – Demorou, mas te achei. – ela sorriu. Que sorriso!
- O que faz aqui? – perguntei curioso.
- Estou noiva!
- Ah! Parabéns? – eu disse.
- Me poupe! – ela disse séria – Austin está do outro lado do balcão me esperando.
- Te esperando?
- Ele não quer que eu me case, se eu ainda tiver uma chance com meu verdadeiro amor. – ela sorriu – Me perdoa?
- Te perdoar?
- É. De tudo que eu fiz, meus erros, e sei que foram muitos, por ter rompido o nosso namoro daquela forma, eu não sei o que me deu – ela riu nervosa – Mas eu não te esqueci. E é por isso que estou aqui. Só mais uma chance, é só o que eu te peço!
- Uma chance? - perguntei temeroso.
- A gente ainda pode dar certo, né?
- Eu estou com a Sami.

Ai Meu Deus. O que eu fiz? Estraguei tudo? De novo?
Vanessa suspirou, e vi Dylan logo atrás nos encarando como se quisesse dizer algo, mas eu não entendia. Nada do que está acontecendo eu entendo.

- Entendi – Vanessa disse pegando a água, saindo dando as costas pra mim.
- Espera! – eu disse em impulso. Dylan e Mike me olharam. – O que você quer de mim?
- Eu não sei. Eu só sei que não consigo mais viver sem você ao meu lado!

Ela me queria.
E eu?
Também!
Desci da banqueta e fui a sua direção, passei uma mão pelo seu cabelo e outra a segurei pela cintura, e sem pensar a beijei. Como há muito tempo não beijava. Era ela. Sempre foi ela. A minha, e só minha Vanessa Hudgens.

- E a Sami? – ela disse ofegante.
- Amanhã a gente conversa!

E a beijei novamente. Mais uma, duas, três vezes...

TRIMMMMMMMMMMMMM

- Que Droga!
- Que foi Nessa? – Stella perguntou me encarando curiosa.
- Só... Um sonho! – eu sorri – Apenas um sonho!


Fim.

-------------------------------------------------------------------------

Eh!!!!!
Surpresinha pra vocês.
Espero que tenham gostado. ;)
Bom, quero desejar Feliz Natal e um Próspero Ano Novo a cada um de vocês.
E quem sabe nós não voltemos a nos ver!
-L